Socorro! Meu bebê não dorme.

Que mãe nunca se desesperou porque seu bebê não dorme? Mas será que estamos agindo da maneira certa quando o assunto é sono de criança? O #MCP conversou com uma super especialista no assunto, a neuropsicóloga e consultora de sono Déborah Moss. E a primeira pergunta que fizemos foi: Déborah, o que faz um bebê dormir?

Vejam só que bacana isso que ela explicou. Quando o bebê ainda está na barriga da mãe, ele dorme em um lugar aconchegante e contido. Assim que ele nasce, é apresentado a uma imensidão chamada berço, que não tem aquele balanço com o qual, até então, ele estava acostumado. Por isso, a Déborah aconselha que ele seja enrolado como um charutinho, para ter a mesma sensação que experimentava no útero materno. Assim, aos pouquinhos, essa nova forma de dormir vai deixando de ser estranha para esse recém-chegado no mundo!

Segundo a Déborah, devemos apresentar o berço ao bebê acordado, porque se ele dorme no colo e, quando acorda, está no berço, ele não reconhece o berço como o lugar onde se dorme, mas sim como o lugar onde ele acorda. O que o bebê precisa saber? Que está chegando a hora de ir para o berço. Ele precisa saber que é hora de dormir. Se, por exemplo, ele mama e, por consequência, dorme, ele não sabe que é hora de dormir, ele sabe que é hora de mamar. Do que ele tem consciência? De que estava acordado e foi para o peito. O que ele precisa é ir consciente para o berço! Quando ele vai acordado para o berço, ele pode observar o ambiente em que está e ter a noção de que tudo que ele precisa para dormir está ali, inclusive você, mamãe, mesmo que você não fique no quarto. Ele sempre terá o aconchego de saber que, embora você saia, você volta!

Mas, e se ele chorar? Deixamos chorando? A Déborah deixa bem claro que a questão não é deixá-lo chorar, e sim deixá-lo dormir! Se o estimulamos de alguma forma sempre que vier o choro, não fica claro para ele é hora de dormir. Se ele chora no meio da madrugada e você já entra no quarto correndo para ele mamar, é como se você dissesse: “Você acordou, meu filho? Que bom! Vamos mamar agora?”. E não é isso que você quer! Você quer que ele durma. Então, sua mensagem deve ser clara e transmitida em linha reta. Se você dá o peito para ele dormir, ele entende como: estou cansado, preciso de peito.

Tenha em mente que é uma questão de hábito. E a Déborah faz questão de ressaltar que não é deixar chorar, é deixar dormir! O choro vai passar. A hora que o bebê descobrir que o gatilho de iniciar o sono está com ele e não relacionado a um estímulo externo, ele não vai mais chorar.  

VEJA TAMBÉM:

Petria Chaves – Socorro!! meu filho não dorme

OUTRAS DICAS PARA O SONO:

Quer ajuda para ninar o seu neném?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *