Shantala: Massagem para bebês

Shantala - massagem para bebes

A shantala é uma terapia corporal de origem indiana que, além de aprofundar o vínculo entre mães e pais e seus bebês, traz inúmeros benefícios para os pequeninos. O toque na pele transmite amor, conforto e confiança, elementos que permitem que o bebê se desenvolva de maneira plena.

 

Como a shantala surgiu?

Embora não se saiba exatamente quem deu à técnica essa vertente direcionada a bebês e crianças, a shantala vem da medicina ayurvédica, que é exercida há mais de 7.000 anos na Índia. A palavra Ayurveda, em sânscrito, significa ciência da vida. Quem trouxe a shantala para o ocidente foi o obstetra humanista Frédérick Leboyer. Em uma viagem à Índia, no final da década de 1970, o médico viu uma mulher massageando um bebê na rua. Embora para ela aquele fosse um ato comum, Leboyer se encantou com a relação de extremo afeto entre mãe e filho.

O obstetra fotografou e filmou mãe e filho por vários dias consecutivos, e seus registros deram origem ao Livro Shantala: Uma arte tradicional- Massagem para bebês.

 

Como funciona a shantala?

O toque sutil e carinhoso na pele do bebê rompe cadeias de tensões, bloqueios, nódulos e previne problemas futuros. A técnica trabalha o retorno circulatório e estimula o sistema imunológico, deixando o corpo mais resistente às doenças.

massagens específicas para relaxar o bebê, para prevenir e evitar cólicas e para melhorar a respiração quando o bebê estiver resfriado ou com o nariz entupido.

Para relaxamento do bebê, por exemplo, a massagem deve ser feita de forma suave e superficial. Se a ideia é estimular o bebê, os toques precisam ser profundos e rápidos.

 

Quais os benefícios da shantala?

A shantala faz o bebê dormir melhor e também liberar gases com mais facilidade, prevenindo cólicas e prisão de ventre. A técnica estimula ainda a resistência imunológica, amplia a respiração, melhora a expectoração, diminui o estresse a ajuda a criança a conhecer seu próprio corpo. Assim, ela passa pelas fases motoras – rolar, sentar, engatinhar e andar – com muito mais facilidade. Com a shantala, o bebê se equilibra fisicamente, energeticamente e emocionalmente.

 

A partir de que idade a shantala pode ser aplicada?

Desde o primeiro mês de vida do bebê.

 

Quando se aplica a shantala?

Todos os dias, para que entre na rotina do bebê, uma ou duas vezes por dia. O ideal é fazer a massagem 30 minutos ou uma hora depois de uma mamada. O ritual dura entre 15 minutos e meia hora, dependendo do ritmo de cada um e do número de repetições de cada movimento.

Caso o bebê tenha muita cólica, a massagem auxilia na redução do desconforto da criança. Fazer a shantala de manhã, por exemplo, evita que ele sinta dores na parte da tarde.

 

 

Quem pode aplicar a shantala no bebê?

O ideal é que seja a mãe ou o pai, pois a massagem também aprimora a aproximação da criança com quem a realiza.

 

Qual o material necessário?

Um óleo de origem vegetal. Pode ser, por exemplo, de amêndoa doce, semente de uva ou coco.

 

Como aprendemos a fazer shantala?

Por meio de cursos específicos.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *