PROSA NO OUTUBRO ROSA

Foto:  Divulgação / campanha Outubro rosa

PROSA NO OUTUBRO ROSA

Por Renata Bianchi

 

No mês da conscientização sobre o câncer de mama, o #MCP quer engrossar o coro para a prevenção da doença!

 

 

 

Você sabia que a mortalidade entre mulheres com câncer de mama caiu 42,8% entre 2000 e 2014? Esse foi o que constatou uma das maiores pesquisas sobre o tema até hoje, realizada pelo Hospital de Câncer de Barretos. Segundo a instituição, fatores como o diagnóstico precoce e a crescente conscientização sobre a importância da prevenção em campanhas como o Outubro Rosa, contribuíram diretamente para esse resultado. (clica aqui para saber mais).

 

A expectativa é que essa porcentagem melhore ainda mais no próximo dossiê, pois as campanhas estão cada vez mais compartilhadas.

Mas, apesar dos avanços, o número de vítimas do câncer de mama ainda é alarmante, por isso não podemos relaxar.

 

Segundo o Instituto Nacional do Câncer, a cada ano surgem 57.960 novos casos de câncer de mama no Brasil – o tipo mais comum entre mulheres no mundo todo. Em 66% dos casos, a doença é descoberta pelas próprias pacientes. Ou seja: A melhor forma de combater a doença ainda é com o autoexame.

 

 

Foi graças ao autoexame que a apresentadora e cantora Sabrina Parlatore suspeitou do diagnóstico ainda em tempo de se curar. Em uma noite de 2015, Sabrina estava assistindo TV, passou a mão no colo e sentiu uma bolinha indolor no peito. Foi dormir pensando nisso e, ao acordar, decidiu ligar para a médica e partiu para os exames. Seis dias depois, o resultado: câncer de mama em estágio inicial.

 

 

Nessa época, ela tinha começado a investir na carreira de cantora, mas suspendeu todos os planos profissionais para encarar o tratamento. Menos de dois anos depois ela reaparece linda, curada e de volta às cantorias na TV. Uma história que devemos usar como exemplo.

 

A gente nunca acha que vai acontecer com a gente, mas ninguém é imune a uma doença como esta.

 

Para as mulheres que são mães, uma boa notícia. A amamentação reduz as chances de desenvolver o câncer de mama. Mesmo assim, sempre que puder, faça o autoexame e não deixe de lado as visitas de rotina ao médico. Nem sempre a doença pode ser descoberta ao toque. E compartilhe essa informação com todas as mulheres que você ama, não custa nada lembrar 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *