O que esperar do primeiro ano de vida de um bebê?

O que esperar do primeiro ano de vida de um bebê?

Por Patricia Travassos

 

Vocês acabaram de descobrir que estão grávidos e não fazem ideia de como criar um bebê? Bem-vindos ao clube dos pais normais.

 

O que estão prestes a viver é completamente diferente de tudo o que já viveram. Mesmo que sejam os filhos mais velhos, tenham ajudado na criação de irmãos caçulas ou ainda já tenham vivido a experiência de serem tios. Normalmente, em qualquer um desses casos, havia alguém mais responsável por aquela criança do que vocês.

 

Qual a importância dos pais (ou cuidadores) no primeiro ano dos bebês?

 

No caso de um filho, essa pessoa mais responsável de todas é você. Sim, os pais (juntos ou separados) são as referências máximas que nortearão a educação daquela criança. E no mais curto prazo, durante o primeiro ano de vida, representam segurança e afeto, sentimentos fundamentais para o crescimento saudável de um bebê.

 

 

Babies: um choque de realidades

 

Se tudo que escrevi até o momento só serviu para apavorar vocês ainda mais, prometo me redimir nas próximas linhas: sugiro que se acomodem no sofá e deem play no documentário Babies (2010). Ele funciona como um ótimo choque de realidade. Mostra como somos resultado de nossas culturas e, para os que estão, no mínimo, geograficamente mais próximos do “american way of life”, preparem-se para uma boa reflexão.

 

O filme, do cineasta independente francês Thomas Balmès, acompanha o primeiro ano de vida de quatro bebês nascidos na Namíbia, na Mongólia, em Tóquio e em Los Angeles. As realidades são completamente diferentes entre si e o modo de cuidar das crianças também.

 

Nos Estados Unidos, os ambientes são esterilizados e protegidos com espumas anti-choque. Qualquer semelhança com a superproteção dos pais brasileiros é mera coincidência…#sqn. Na África, o recém-nascido divide o peito da mãe com os irmãos mais velhos e logo aprende a beber água da poça que se forma da chuva. Na Ásia, dois cenários contrastantes: um rural, cercado de animais, e outro metropolitano, cercado de tradições.

 

Trailer oficial do filme – Babies

 

 

Não esperem que uma locução em tom professoral induza seus pensamentos e tire conclusões por você. O filme traz cenas longas que nos deixam observar vidas como elas são, em seus ambientes naturais. Sem interferência.

 

Eu assisti ao filme logo que descobri minha gravidez, aos 40 anos. Eu não era nenhuma menina, mas parecia uma adolescente à espera de uma vida inteira pela frente. É essa perspectiva que um filho nos traz. E, para mim, o filme deixou uma mensagem fundamental: os bebês são muito fortes. Sim, à primeira vista eles parecem frágeis. Mas, podem acreditar, do momento que nascem em diante, são capazes até de nos transformar em super-heróis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *