O que a maternidade e a cozinha têm em comum?

Foto: Mãe com Prosa

O que a maternidade e a cozinha têm em comum?

Por Patricia Travassos

 

Você já parou pra pensar que criar filho e cozinhar tem muito em comum? Sério!

Se você é um bom cozinheiro ou cozinheira, se auto intitula um chef, pode apostar que tem tudo para ser pra ser uma boa mãe ou um bom pai. Primeiro porque cozinhar é um ato de amor e generosidade. Além disso, o maior prazer de quem cozinha é ver o outro feliz!

 

Agora, vamos à receita: a criança nasceu, certo? Então, adicione leite. Pode despejar por uns dois anos seguidos. Claro que não serve qualquer leite. Tem que ter , digamos, “procedência” para garantir que a mãe transmita para o filho seus anticorpos todos. Sim, a substituição desse ingrediente é possível, mas gera tanta polêmica, que nem vou tratar desse assunto aqui…

 

Bom, ter um bebezinho recém-nascido em casa é como cuidar de algo muito frágil. Mal comparando, sabe o receio que a gente fica quando vai cozinhar com ovos? Então, nos primeiros dias da criança é assim mesmo: parece que vai quebrar. E, daí em diante, as mães ficam atrás: cuidado com isso, cuidado com aquilo…principalmente quando eles estão aprendendo a andar e os tombos são inevitáveis.

 

Eu acho que as mães de menino sofrem mais. Mas a Isabela já me deu dois grandes sustos até hoje: o primeiro quando ela escalou o berço e subiu sozinha no trocador. Flagrei a pose dela sentadinha lá no alto, prontinha pra cair. E eu não podia nem gritar para não assustá-la. Mas, por dentro, eu ouvia um alarme soar bem alto, daqueles que tocam quando o peru de Natal terminou de assar, sabe? Pelo menos, na casa da minha avó era assim. Parecia que estavam chamando os bombeiros.

 

O outro susto foi ainda pior. Esse terminou mal, com os dois dentinhos da frente quebrados. Eu chorei tanto que parecia ter cortado uma dúzia de cebolas. Nessas horas a gente percebe o tamanho do descontrole da maternidade. Um segundo de descuido e a “receita” queima!

 

A verdade é que as mães vivem num improviso danado. Filho não tem manual, né? Nesse quesito, a cozinha é bem mais avançada. Agora tem tudo pra quem quer aprender a cozinhar: livro, canal no Youtube, programa de televisão…

E para quem quer aprender a ser mãe? Ok, ok…não faltam blogs e palpites por aí. Só que receita pronta, em caso de criança, não existe!

 

Pena que cresce tão rápido…igualzinho ao bolo de chocolate que preparei com a Isabela no vídeo do Mãe com Prosa. Aliás, ele ficou uma delícia, como a maternidade. Vou te contar um segredinho: eu não passaria essa vida sem experimentar esse doce!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *