Dica de filme para criança: O bom dinossauro

Dia dos pais chegando e nós aqui do #MCP não conseguimos conter o choro com o pequeno Arlo, um dinossaurinho medroso que sonha, um dia, poder encher seu pai de orgulho.

Arlo nasce de um ovo bem grande para seu minúsculo tamanho e, ao contrário dos irmãos, não é nada eficiente com o trabalho na agricultura da família. Desengonçado, ele se assusta com tudo, de barulhos a insetos, e principalmente com as galinhas que tem que alimentar. Seus irmãos tiram muito sarro dele, e o pequeno fica arrasado quando não pode deixar a marca de sua pata no silo que guarda os alimentos. Como o pai ressalta, a marca tem que ser conquistada e merecida, e há uma pedra do silo reservada para ele.

Para dar uma mãozinha, quer dizer, patinha, a Arlo, seu pai propõe que ele capture uma estranha criatura que tem roubado a comida deles. Os dois montam uma armadilha, o plano é traçado em seus mínimos detalhes, e Arlo fica responsável por vigiar e acabar com o ladrão. Só que, quando a criatura cai na armadilha, Arlo leva um susto imenso. A criatura é, na verdade, um menininho cheio de coragem e briguento, que Arlo caba deixando escapar.

Seu pai decide, então, levar o filho a uma caminhada cheia de perigos, para que ele aprenda a enfrentar desafios. Só que a trajetória se revela mais perigosa que o esperado, e o pai de Arlo é levado por uma enxurrada. Começa então o processo de amadurecimento do dinossaurinho, que vai ter que encarar inúmeros desafios quando ele mesmo se perde e fica longe da família.

Nessa jornada, Arlo vai contar com a ajuda e a amizade do menininho, agora chamado de Spot. A relação entre os dois, entre brigas e tentativas de comunicação (Spot não fala, Arlo sim!), vai se fortalecendo e tem um lindo momento em que eles usam gravetinhos como uma metáfora da morte.

Eles têm que enfrentar de tudo e, quase sem perceber, Arlo está se transformando no que ele sonhava: um dinossauro cheio de coragem que certamente seria o orgulho de seu pai. Quando ele finalmente consegue voltar para casa, sua mãe, por um instante, acha que é o pai quem se aproxima.

Será que finalmente ele vai ter direito a deixar sua marca? Na gente aqui do #MCP ele deixou. E a gente deixa, para vocês, o desejo de um ótimo dia dos pais!

Essa é a nossa dica de filme para pais, mães e filhos curtirem essa data.

 

VEJA TAMBÉM:

O Poderoso chefinho tá fazendo hora extra aqui em casa!

Hope – É possível retomar a vida destruída de uma criança?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *