Minha “neném” está namorando

Por “Pai com Prosa”

Chegou o grande dia! Aquele que até hoje não passava de uma longínqua ameaça. Desde que o ultrassom confirmou que era menina, começou a gozação. Assim como um tio meu nunca se calou diante do pavê, meus amigos também não me pouparam de piadas sobre a hipotética futura vida amorosa (me recuso a escrever sexual) da minha neném, como aliás, a chamo até hoje. Naquele momento era até engraçado pensar que um dia eu dividiria o coração dela com algum outro barbado. O frio na espinha só se instalou mesmo agora. O pior é que nem sei se o moleque já tem barbas.

As minhas estão de molho, enquanto eu penso no que pensar.  Eu aqui fazendo planos para as férias escolares e ela armando a estratégia para encaixar uma mala extra na nossa bagagem… Faz dois dias que chegou de volta ao Brasil, depois de um intercâmbio nos Estados Unidos. Na verdade, a menina que ajudei a embarcar há 10 meses no Terminal 3 de Guarulhos, não retornou e parece que não vai voltar mesmo. Quem desembarcou foi uma moça de cabelos tingidos, com um inglês melhor que o meu, tão segura de si, que nem se preocupou com os comentários da avó sobre suas roupas largas de moletom e os chinelos Havaianas que trazia no pé.

Lá, além do estilo-adolescente-despojada, ela encontrou o primeiro amor. Será que é amor? Nem tanto. A menina só tem 17. Seja o que for, no fundo e contra minha vontade, reconheço a urgência desse sentimento. Pelas redes sociais declararam que o relacionamento era sério no dia em que ela pegou o avião de volta. Mas a gente lê tanta bobagem nessa internet que nem levei a sério. Além do mais, com o moleque além-mar, eu me sentia nadando de braçadas à frente dele. O que eu não contava era com o “fôlego jovem” dele que agora quer invadir o meu território. Já comprou as passagens para o Brasil e eu só fui comunicado. Vai se hospedar na minha casa, que não tem quarto de hóspedes.

Onde é que esse moleque pensa que vai dormir? Fica todo mundo me perguntando se eu já conversei com ela… Minha resposta: “Que assunto? Precisa?”

 

 

2 Comentários

  1. Fernanda disse:

    Me emocionei… com sua parceira ao lado, vc vai tirar de letra, Pai com prosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *