Mãe solteira com 13 dólares no banco cria uma empresa de US$ 15 milhões

Revista Crescer

Há apenas cinco anos, Melissa Kieling, mãe de três filhos, passava por um divórcio. Ela estava sendo despejada de sua casa no subúrbio de Los Angeles e tinha apenas 13 dólares no banco. “Foi um momento trágico para mim e minha família. Eu estava fazendo pequenos trabalhos para manter as luzes acesas e colocar comida na mesa”, disse Kieling em entrevista ao Yahoo! Parenting.

Mas um dia tudo mudou. E a ideia veio de um momento simples, enfrentado diariamente por muitos pais e mães. Na volta da escola, ela notou que um de seus filhos não havia comido as frutas que ela tinha enviado para o lanche. Ele teria explicado que não quis porque elas estavam quentes e moles no saquinho. Esse pequeno acontecimento fez com que Kieling se questionasse sobre como manter as refeições mais frescas até a hora que os filhos fossem comer.

Foi então que teve a ideia de criar a PackIt, uma linha de embalagens refrigeradoras.

Melissa não contou com nenhum tipo suporte financeiro e também não tinha formação superior. Por isso, o primeiro protótipo feito por Kieling foi criado com o forro da cortina do box e formas de gelo. Hoje, os produtos, com preços entre U$11,99 a U$ 29,99, são distribuídos em mais de 70 países. O cooler mantém a temperatura do alimento por até 10 horas e permite que os pais embalem alimentos que pereceriam com o calor, como iogurtes, frutas, sanduíches de salada e ovos.

“Eu não sei se há alguma educação formal lá fora que pudesse ter me preparado melhor que a maternidade para começar um negócio. Você navega por territórios desconhecidos, a partir do momento que tem seu primeiro filho”, diz Kieling. As crianças também estão envolvidas no negócio e participam do sucesso da mãe. De acordo com a empreendedora, eles ajudam no desenvolvimento de novos projetos para a empresa.

 

Leia a matéria completa no site da Revista Crescer:

http://revistacrescer.globo.com/Curiosidades/noticia/2015/08/mae-solteira-com-13-dolares-no-banco-cria-uma-empresa-de-us-15-milhoes.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *