Jogos e Brincadeiras no #MCP!

Por Fernanda Farinelli

Brincadeira é algo que o #MCP leva muito a sério! Ao brincar, as crianças trabalham habilidades motoras, sensoriais, afetivas, cognitivas, sociais e culturais que são essenciais para seu desenvolvimento. Por meio de jogos lúdicos e educativos, os pequenos compreendem o mundo a sua volta, trabalham em equipe e aprendem a respeitar regras e limites.

Sabemos que hoje, com dias cada vez mais lotados de deveres escolares e atividades extracurriculares, as crianças quase não têm tempo para brincar, mas é fundamental que você sempre reserve em suas agendas, espaços para permitir que a brincadeira surja, até porque esses momentos de lazer e recreação fortalecem muito o vínculo afetivo.

O importante é o brincar, e não o valor do brinquedo. Vale improvisar e explorar diferentes linguagens, como a corporal, a gestual, a escrita e a musical. Vamos começar nos lembrando do jogo da memória?  

JOGO DA MEMÓRIA:

Tipo de jogo: concentração

O que estimula: Memória visual, senso direcional, observação, atenção, concentração, raciocínio lógico e criatividade (quando os jogos são confeccionados pelas crianças).

Idade recomendada: a partir de 2 anos.

Onde brincar: em qualquer local com uma superfície lisa.

Número de participantes: 2 ou mais.

Material necessário: jogos comprados em lojas especializadas ou confeccionados com cartolinas, papelões, EVA, figuras de revistas, desenhos e outros.

                 

O grau de dificuldade é definido de acordo com a idade e maturidade cognitiva da criança. Para os menores, é possível explorar pares de cores, animais, objetos, etc.

Para os maiorzinhos, o interessante é combinar nos pares a escrita com figuras, idiomas, antônimos, cálculos matemáticos e quaisquer outras ideias que a imaginação de vocês trouxer!

Como jogar:

  • Embaralhe e distribua as cartas sobre uma mesa, com os desenhos virados para baixo.
  • Decida quem começa a jogar. Isso pode ser feiro por meio de par ou ímpar, sorteio, etc.
  • O jogador deve virar duas cartas. Se as cartas forem iguais ou correspondentes, ele joga novamente tentando acertar outro par. Se as cartas não forem iguais ou correspondentes, ele passa a vez para o próximo.
  • Os pares encontrados são retirados do jogo.
  • Vence o jogo o participante que reunir mais pares de cartas.

E se você bolou um jogo da memória especial, conte pra gente qual foi e compartilhe a experiência!

 

LEIA TAMBÉM: 

Massinha natural

Duas leoas e um leão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *