Exercícios específicos para grávidas

Pilates, hidroginástica e atividades de fortalecimento para trabalhar o assoalho pélvico são as modalidades mais procuradas!

Manter a saúde física em dia é essencial para uma gravidez tranquila. Os exercícios promovem força e resistência, ajudam o corpo a carregar o peso extra durante esse período, preparam para o esforço do parto e ainda contribuem para a recuperação da forma depois do nascimento do bebê.

A atividade física na gestação também diminui desconfortos como dores nas costas, prisão de ventre, fadiga e inchaço, além de ajudar a manter o humor mais estável, a auto-estima e o sono em dia. “As modalidades mais procuradas são hidroginástica e pilates. Cada vez mais as mulheres têm procurado um parto normal. É necessário condicionar a mãe de forma integral. O ideal seria fazer uma parte de fortalecimento, com musculação e trabalho aeróbico, mas sempre buscando o auxilio de um profissional capacitado”, explica professor Alexandre Alves, da academia Fitmommy – Atividade Física para Gestantes e Pós Parto.

Os exercícios podem ser iniciados a partir da 12ª semana. Depois da 30ª semana, deve-se diminuir o ritmo, que só deve ser retomado 40 dias após o parto. Para mulheres que se submeteram a uma cesárea, é necessária uma avaliação individual. Atividades físicas de alto impacto não são recomendadas.

Quem era sedentária deve preferir exercícios mais leves, de preferência na água. Quem já estava habituada à pratica deve diminuir o ritmo para não prejudicar o bebê. Segundo Alves os benefícios não são apenas para as mamães. “Já existem várias pesquisas comprovando as vantagens das atividades físicas também para os bebês. Isso é comprovado pelo boletim de Apgar, a nota eles recebem ao nascer. Recém-nascidos de mulheres que se exercitam apresentam melhores índices de saúde”, explica o especialista.

No entanto, exercícios físicos só deve ser feitos sob orientação médica. Em alguns casos, como gravidez de risco ou descolamento de placenta, eles são desaconselhados. “O exercício físico em gestante, deve durar em torno de 30 minutos por dia. Parece pouco, mas faz toda a diferença, podendo promover inúmeros benefícios, como a prevenção de diabetes gestacional. É aconselhável manter a prática graduada entre intensidade leve e moderada”, explica o ginecologista Dr. Vamberto Maia.

Dividimos as atividades em três grupos de mães:

  • Atividades de baixo risco: são recomendadas para a gestante sedentária que deseja iniciar algum tipo de exercício. Opte por caminhar, fazer natação, hidroginástica, pedalar na bicicleta ergométrica ou praticar ioga e tai chi chuan.
  • Atividades de médio risco: escolha um programa de ginástica aeróbica de baixo impacto para realizar com as devidas precauções, evitando muita extensão e atividade em posição dorsal. Nos esportes de raquete, a intensidade deve diminuir à medida que o tempo de gestação aumenta.
  • Atividades desfavoráveis: são consideradas desfavoráveis por apresentarem grandes possibilidades de trauma. Esportes como voleibol, basquetebol, esqui aquático ou na neve, patinação, hipismo, mergulho ou ginástica de alto impacto devem ser evitados durante toda gestação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *