Alimentos que devem ser evitados durante a gestação

Doces, frituras e comidas sem cozimento exigem maior atenção

Na gestação a mulher precisa ingerir diversos tipos de nutrientes através da alimentação para que o desenvolvimento do feto ocorra da melhor forma. Contudo, há alimentos que devem ser apreciados com moderação. “Carboidratos simples, que se transformam rapidamente em açúcar na corrente sanguínea devem ser consumidos moderadamente. Esses carboidratos são encontrados nas farinhas brancas, açúcar branco, pães, bolos e arroz branco. A substituição deve ser feita pelas versões integrais, que contem maior teor de fibras e ajudam a liberar a glicose de forma adequada no sangue”, informa a nutricionista Thamyris Ferreira Lima, da Hortifruti.

Em relação às frutas, legumes e verduras o maior cuidado deve ser na higienização desses produtos, existe o risco de contaminação por parasitas, como a Toxoplasmose. Esses alimentos devem ser lavados de forma adequada e higienizados com solução clorada.

Entre um dos alimentos mais indicados para as futuras mamães está o peixe. “É um alimento importante na gestação por conter ômega 3 e ômega 6. Quando consumidos nas quantidades adequadas fornecem benefícios no desenvolvimento do feto. A sardinha é um dos peixes mais recomendados, por ser um peixe de baixo custo e fonte de ômega 3”, explica a especialista.

O consumo de peixe está liberado, mas evite as versões sem cozimento. “Alimentos crus ou mal cozidos devem ser evitados. Fuja de preparações como maionese caseira ou mouses, pois é utilizado ovo cru, pode conter a Salmonella. Além disso, as carnes em geral (brancas e vermelhas) cruas ou mal passadas, também podem ter a Salmonella ou a Toxoplasmose”, alerta a nutricionista.

Gases X gestantes

Os famosos gases na gestação podem vir de diversos fatores, tanto hormonais, quanto relacionados à alimentação. Os principais causadores dos gases são os carboidratos simples, como massas, pães e doces. Alimentos leguminosos como feijão, ervilha, lentilha, brócolis, couve-flor, cebola e repolho também são responsáveis pelo mal estar. A especialista listou algumas dicas para evitar a formação de gases. “Mastigue devagar, evitando falar e beber líquido durante a refeição. Fracione a comida durante o dia e evite comer grandes volumes. Comidas gordurosas devem ser evitadas, pois podem a causar o estufamento gástrico”, indica a Thamyris.

O alto consumo de doces pode ser prejudicial. “Quando exagerado causa danos á saúde da gestante e do bebê, pois são os maiores causadores da diabetes gestacional, que pode durar somente na gravidez ou ao longo de uma vida, além de atingir o feto podendo nascer hipoglicêmico ou com predisposição ao sobrepeso, obesidade e diabetes”, alerta a especialista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *