Alimentação isenta de lactose e glúten exige substituição adequada

Extinguir estas proteínas sem orientação nutricional pode causar danos ao organismo!

Identificar o que e bom para seu organismo está cada dia mais fácil. Com a ajuda de exames e testes de laboratório, é possível ter a confirmação de alergias ou identificar os grupos de alimento que não são absorvidos no seu organismo da forma correta. A partir desse ponto sua alimentação pode mudar completamente. Nos dias de hoje, pessoas com intolerância à lactose e ao glúten não encontram alternativas ao procurar por produtos isentos desses compostos, mas é preciso ter atenção na hora de comer. “Quando uma pessoa para de consumir glúten (proteína de alguns cereais integrais) deve-se substituí-lo na dieta por outros alimentos ricos em fibras e proteínas. Um erro comum entre muitos intolerantes é parar de consumir glúten e consumir farinhas refinadas e pobres em nutrientes que prejudicam a saúde e não melhoram os sintomas de intolerância”, alerta a nutricionista Criz Tozzo.

Para pessoas alérgicas aos derivados de leite, as recomendações são as mesmas. “Intolerantes à lactose muitas vezes param de consumir leite e seus derivados, substituindo esse alimento por leites e iogurtes vegetais. Essa substituição é uma boa opção para corrigir os sintomas de intolerância, mas não fornecem a mesma quantidade de proteínas do alimento retirado. Por isso, para que a troca seja equilibrada é muito importante ajustar a dieta e incluir boas fontes de proteína nas refeições, substituindo por proteínas animais como ovos, peixes e carnes magras; ou vegetais como leguminosas, oleaginosas, quinoa e amaranto”, indica a especialista.

Alimentação isenta de glúten

Em dietas para redução de peso, algumas pessoas fazem a opção de retirar do cardápio alimentos com glúten, porém não é indicado extingui-la da sua vida sem a orientação de um especialista. “Pessoas que não têm diagnóstico de intolerância ao glúten podem sim consumir produtos isentos desse ingrediente, isso inclusive deixa a alimentação mais variada e prepara seu organismo no caso de uma predisposição futura decorrente de um eventual consumo exagerado desse composto. Apenas sugiro que não faça a exclusão total da sua rotina sem antes passar por um profissional para equilibrar a dieta”, explica Criz.  

 

Produtos sem lactose

A recomendação nesse caso é um pouco mais complexa, pois a substituição pode alterar algumas funções do organismo. “Você pode consumir alimentos como pães, bolos e preparações que contenham a informação sem lactose. Apenas sugiro aos não intolerantes (aqueles que fizeram o exame e tiveram resultado negativo) que não troquem o leite, iogurtes ou os queijos por similares sem lactose. Nesses produtos, como a lactose (açúcar do leite) já está digerida, entrará com maior velocidade em nossa corrente sanguínea, isso quer dizer que o alimento terá maior índice glicêmico. Se a sua enzima funciona normalmente, deixe que ela faça o seu trabalho na digestão desse tipo de açúcar. Isso não quer dizer que você não pode consumir leites vegetais, iogurtes vegetais ou produtos com a informação sem lactose, apenas não deve trocar o leite em sua forma integral por leite sem lactose sem ter intolerância”, informa a nutricionista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *