67% das mulheres começaram negócio após maternidade, mostra pesquisa

Artigo publicado no UOL Economia

Pesquisa feita pelas escritoras Patricia Travassos e Ana Claudia Konichi, autoras do livro “Minha Mãe é Um Negócio”, lançado na quarta-feira (23), aponta que 67% das mulheres começaram um negócio próprio após a maternidade.

As autoras resolveram fazer a pesquisa para conhecer o perfil da mãe empreendedora para escrever o livro. Para isso, firmaram uma parceria com a Rede Mulher Empreendedora e entrevistaram 200 mulheres de todo o país.

A mostra apontou que 41% das mulheres entrevistadas escolheram transformar um antigo hobby em atividade principal, abrindo uma empresa.

De acordo com a pesquisa, para abrir um negócio, 64% das entrevistadas investiram até R$ 5 mil.

Desse total, 58% trabalham em casa (home-office) e 74% acreditam que ficam mais tempo com os filhos do que antes de empreender, e 36% declaram que têm menos rendimentos do que antes de abrir sua empresa.

No entanto, 75% delas afirmam que estão mais realizadas profissionalmente

Os resultados mostram, ainda, que 81% delas são casadas e 41% têm apenas um filho. Das entrevistadas, 28% têm entre 31 e 35 anos e 22% entre 36 e 40 anos.

Quanto o assunto é escolaridade, 73% completaram o ensino superior ou são pós-graduadas.

Segundo Konichi, é interessante notar que, para as mães empreendedoras, o sucesso tem muito mais a ver com a qualidade de vida (delas e dos seus funcionários) do que com a lucratividade da empresa.

De acordo com Konichi, outro dado interessante revelado pela pesquisa é que para 45% delas, a famosa culpa de mãe diminuiu e 24% garantem que estão completamente curadas desse sentimento.

“A culpa é tão marcante entre as mães que nós dedicamos a conclusão do nosso livro para esse tema. Na pesquisa, percebemos que a culpa de mãe está diretamente ligada à autoestima da empresária”, diz Travassos.

Para Travassos, se o negócio está dando certo e a mãe empreendedora está realizada, ela tende a se sentir melhor e a não se culpar por, eventualmente, dar menos atenção aos filhos. Quando o negócio não está prosperando, a culpa de mãe cresce junto com a frustração da empresária.

Livro reúne história de 35 mulheres

O livro reúne histórias de 35 mulheres que mudaram de carreira e abriram o próprio negócio após a maternidade para ficar mais perto dos filhos. Segundo as autoras, elas perceberam que não precisam escolher entre ser uma boa mãe ou uma profissional bem sucedida. 

Lançamento da Editora Saraiva, a obra é resultado de pesquisa das jornalistas Patricia Travassos e Ana Claudia Konichi, que selecionaram entre mais de 200 mães empreendedoras as participantes da série de TV Mãe S/A, exibida em 2012 no Fantástico (TV Globo) e no Mundo S/A (GloboNews).

Esse projeto foi premiado com o Grande Prêmio Sebrae de Jornalismo em 2013.

De acordo com as autoras, “Minha Mãe é um Negócio” revela as características mais marcantes do empreendedorismo materno. 

“Minha mãe é um negócio”

Clique aqui para comprar o livro na Livraria Saraiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *